Cestas de Natal x Cartão Alimentação
Empresas

Cestas de Natal X Cartão Alimentação

Entender as diferenças entre os benefícios contribui para uma decisão bem pautada

Se por um lado no último trimestre o mercado inteiro se aquece por haver mais dinheiro circulando, por outro os gastos para empresas são maiores. É necessário um bom planejamento e estudo para que cada gasto se justifique e gere retorno.

Na hora de presentear seus colaboradores por um ano funcional proveitoso é necessário haja uma qualidade que retenha os talentos e os motive. Continue conosco e confira os 5 critérios de comparação entre a cesta de natal e o cartão alimentação para escolher o melhor para ambas partes. 

1. Uma qualidade calculada para satisfazer toda a família

É natural com a correria do dia a dia que percamos um pouco o controle do tempo e procrastinemos coisas que não são urgentes. As compras de natal muitas vezes são feitas pelos colaboradores na última hora e isso impacta na qualidade e variedade dos produtos que ele adquire. 

Quanto mais próximo do natal, mais altos os preços dos produtos, o que acaba sempre encurtando a variedade na lista de compras, ou a qualidade.

2. Nem todo valor é monetário

Quando alguém nos presenteia o que significa mais: um envelope com dinheiro ou um presente que demonstra que tempo foi dedicado para a escolha? Não é muito diferente nesse cenário, já que o cartão alimentação muitas vezes é percebido como dinheiro extra, não como os produtos adquiridos através dele.

As cestas de natal demonstram cuidado, atenção e tempo dedicado para oferecer ao funcionário o melho. Isso cria um vínculo de apreço, se convertendo em motivação.

3. Praticidade que economiza tempo

Fazer as compras no final do ano pode ser muito estressante por conta dos mercados lotados. Algo que normalmente levamos uma hora se converte facilmente em três, nos obrigando a reservar uma tarde inteira de nosso final de semana para tarefa.

Com o aumento de confraternizações entre amigos e familiares é provável que o colaborador tenha de abrir mão de bons momentos para fazer as compras.

4. Os produtos ficam mais caros no natal

O aumento na movimentação dos supermercados e na procura por produtos acaba elevando os preços cada vez mais até a véspera do natal, como dissemos.

Os produtos da cesta de natal não estão sujeitos a essa flutuação, pois são adquiridos com antecedência. As grandes quantidades permitem maior poder de negociação. Essa economia se reflete nos gastos que a empresa terá para presentear seus colaboradores. 

5. Disponibilidade X Praticidade

O cartão de alimentação é inicialmente muito simples: o funcionário recebe um cartão com determinados créditos e só precisa gastá-los. Acontece que por conta das taxas administrativas nem sempre é viável para os estabelecimentos aceitarem o vale, limitando onde ele pode ser gasto.

Com a cesta de natal o poder de escolha do colaborador é minado, mas o presente que a empresa oferece pode ser desfrutado assim que recebido. De acordo com a modalidade de entrega contratada, a maior praticidade possível será oferecida.

Agora que você sabe as principais diferenças entre cestas de natal e cartões de alimentação é hora de conhecer as necessidades de seus colaboradores. Assim terá o que precisa para tomar uma decisão consciente e ajustada às necessidades de sua empresa. 

Conheça agora a Silvestre Alimentos e descubra porque o amor pelo que fazemos e o aprimoramento contínuo nos faz ser um dos melhores fornecedores de cestas básicas.

Conheça também nossas receitas. Clique aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *