Como contratar um funcionário: Guia Completo de Recusos Humanos
Empresas

Como contratar um funcionário: Um guia completo de Recursos Humanos

Um dos primeiros sinais de que seu negócio está no rumo certo é você perceber a necessidade de contar com colaboradores. Afinal, isso significa que sua empresa está com uma boa demanda, portanto precisa de mais mão de obra.

Porém, você está pronto para realizar suas primeiras contratações? Ou ainda, está preparado para ampliar uma equipe já formada? Para saber como realizar esta importante operação, continue conosco.

Conte com uma equipe de Recursos Humanos

Seja interna ou terceirizada, uma equipe de recursos humanos é peça chave para o processo de contratação. Responsável pelo processo seletivo, eles precisam compreender perfeitamente o perfil de colaborador desejado para que encontrem a pessoa perfeita. Além disso, eles realizam a triagem dos candidatos, e muitas vezes indicam pessoas para outras posições, onde se adequem melhor.

Outra atribuição da equipe de recursos humanos é estimar o valor do salário a ser pago e os benefícios oferecidos a cada vaga. Para isso, é comum que realizem um levantamento da média dos valores pagos e dos valores oferecidos. Eles também verificam quais os benefícios mais irão agradar os colaboradores, montando um plano perfeito para a sua equipe.

Os benefícios podem incluir cestas de alimentos — como as disponíveis aqui —, plano de saúde, auxilio alimentação, parceria com escolas e cursos… as possibilidades são infinitas.

Verifique se os trâmites legais estão em dia

Depois de ter selecionado o novo colaborador, a equipe de recursos humanos — muitas vezes em parceria com o setor jurídico — irá realizar outra importante missão: a contratação e registro do funcionário.

A equipe definirá um prazo para a entrega dos documentos necessários para a contratação, que podem variar conforme o regime de trabalho a ser estabelecido. Se o colaborador for atuar em regime de pessoa jurídica, as demandas para o registro são diferentes caso seja pessoa física. Existem também cuidados especiais caso o colaborador possua filhos com menos de 14 anos, compromissos com pensão alimentícia e outros.

Também é preciso acompanhar outros trâmites, como a realização dos exames admissionais, cadastro para benefício de transporte, insalubridade (se necessário) e cadastro no sistema interno.

Acompanhe a integração

Etapa importantíssima para a formação da equipe, a integração auxilia o novo colaborador a compreender todos os detalhes sobre a estrutura e organização da nova empresa a qual faz parte. 

Existem organizações que preferem realizar uma abordagem mais amistosa, enquanto outras preferem algo mais sutil. Esta escolha é definida conforme o clima e o perfil da empresa. Independentemente do caso, é preciso desenvolver uma estratégia específica para que este momento seja o mais proveitoso o possível para os novos e antigos funcionários.

Treinamentos

Apesar de capacitado, seu novo colaborador precisará de um tempo de adaptação aos sistemas e protocolos da sua empresa. Então, um período de treinamento é fundamental para minimizar falhas, além de poupar stress pelo retrabalho.

Gostou das dicas? Clique aqui e conheça nosso blog. E não esqueça de assinar a newsletter, para que você não perca nenhuma das novas publicações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *