plano-de-benefícios-para funcionários
Empresas

Como elaborar um plano de benefícios para a sua empresa

Com um plano atraente, você pode aumentar a capacidade de atração e retenção de uma vaga.

Um plano de benefícios, muito além de uma despesa extra para a empresa, pode significar um importante fator de adição ao salário de um funcionário. Este pode, inclusive, influenciar diretamente no interesse por uma nova posição em sua empresa ou o desejo de permanência em uma vaga.

Por isso, empresas que saem na frente e se preocupam em oferecer benefícios adicionais aos seus colaboradores ganham vantagem em produtividade. Elas que tendem a contar com profissionais mais dedicados, afinal, uma equipe em condições de trabalho mais atraentes tende a ser mais produtiva a longo prazo.

Montar um plano de benefícios pode parecer uma missão difícil ou implicar em um grande investimento. Mas isso não precisa ser assim. Continue conosco e descubra as melhores dicas para criar um atraente plano de benefícios para a sua empresa.

O que é um plano de benefícios?

Também conhecido como plano de vantagens ou benefícios adicionais, o plano pode ser entendido como a série de recursos ofertados como um complemento do salário básico. Nele podem ser incluídos adicionais de renda, produtos ou serviços disponibilizados ao colaborador, e que implicariam em um novo gasto em seu orçamento mensal.

Assim, podem ser incluídos uma série de benefícios locais — como opções para descanso e entretenimento no trabalho — ou ainda adicionais que podem ser desfrutados fora do trabalho.

O que considerar ao montar um planejamento de benefícios?

O planejamento de benefícios costuma ser feito pela equipe de Recursos Humanos da empresa. Neste levantamento, é considerado o perfil dos colaboradores, necessidades, preferências e orçamento disponível para atender a equipe. Destacamos abaixo as principais.

  1. Orçamento

O primeiro ponto a ser analisado por sua equipe é o orçamento disponível para os benefícios, já que não deve comprometer as necessidades da empresa.

Na análise dos custos, também devem ser consideradas as condições que precisam ser atendidas para que o colaborador receba o benefício. Aqui, podem ser incluídos pontos como metas a serem alcançadas ou tempo de retenção no cargo.

  1. Entenda o perfil de seu colaborador

Conhecer sua equipe de trabalho é fundamental para definir quais os benefícios serão os mais adequados a eles. Uma escolha comumente feita por empresas é a seleção de cestas de alimentos, e você pode encontrar algumas excelentes opções em nossa loja virtual. Outro item comumente escolhido é o benefício de transporte, que pode auxiliar na locomoção dos funcionários.

Para não errar, uma dica é pesquisar entre os colaboradores e descobrir quais as suas preferências e o que pode ser selecionado como benefício.

  1. Busque serviços complementares

Uma excelente forma de oferecer recursos complementares atraentes e que não comprometam a estrutura da empresa é buscar parcerias externas. Que tal firmar parceria com uma academia para descontos para seus colaboradores? Ou se muitos possuem filhos, uma excelente opção é contactar escolas e creches para que seus funcionários possam matricular os filhos com mais facilidade.

Sejam benefícios fixos ou flexíveis, o importante é analisar o perfil de seu colaborador antes de realizar qualquer investimento. Assim, o benefício será muito mais assertivo e preciso, atendendo com eficiência seu funcionário.

Gostou das dicas? Clique aqui e conheça nosso blog. E não esqueça de assinar a newsletter, para que você não perca nenhuma das novas publicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *