Como o panetone se tornou um astro da cesta de Natal
Empresas, Melhores receitas

Como o panetone se tornou um astro da cesta de Natal

A época de Natal é de comemoração, um momento para praticar a caridade e uma ótima oportunidade para relembrar como foi o ano junto das pessoas que amamos durante a ceia.

Especialmente durante esse ano em que enfrentamos a pandemia do novo coronavírus e crise econômica, para muitas famílias a cesta de Natal terá uma importância ainda maior, e um dos itens que não pode faltar é o panetone.

Então, você conhece a história do panetone e como ele se tornou tão popular na ceia de Natal dos brasileiros?

A história do panetone

Primeiramente, o panetone é um tipo de pão doce, geralmente recheado com frutas secas e cristalizadas. Então, através de um processo de fermentação lenta, ele se torna muito mais macio, muitas vezes com um delicioso aroma de baunilha.

Sua origem ainda é alvo de especulações, mas a versão mais aceita é que ele foi desenvolvido na região de Milão, no nordeste da Itália.

Portanto, é difícil especular quem foi o seu criador, o que acabou gerando algumas lendas. Algumas dizem que ele foi criado por um padeiro apaixonado que queria impressionar o patrão para ter permissão de cortejar a sua filha.

Então, o pão doce acabou caindo no gosto dos fregueses, que passaram a pedir pelo “Pani de Toni”, o nome do padeiro que produzia a iguaria. Posteriormente, o nome acabou evoluindo para “panattón”.

Em outra versão, o panetone foi inventado na corte de Ludovico, o Mouro. A história é bastante semelhante, incluindo a origem do nome do pão. Então, o que sabemos é que o panetone tem origem milanesa e foi criado no entre 1450 e 1510.

Panetone é coisa séria!

Agora sabemos que, a despeito do que muitos pensam, o panetone não foi inventado no Brasil. Assim, na Itália, ele é considerado coisa séria, tanto que a receita original é protegida por um decreto de 2005.

Anote aí! Para ser um panetone de verdade é preciso: água, sal, açúcar, ovos, farinha e as famosas frutas cristalizadas. E tudo precisa estar na medida certa. Entretanto, os brasileirinhos trataram de dar um jeitinho de fazer adaptações na receita.

Atualmente há uma verdadeira festa de marcas, cada uma dando seu toque especial ao panetone. Também não podemos ignorar o chocotone, uma excelente opção para quem adora a massa de panetone, mas não suporta as frutas cristalizadas.

Como ele chegou ao Brasil?

A tradição do panetone também não é tão antiga assim aqui no Brasil. Os primeiros panetones começaram a chegar ao país no período da Segunda Guerra Mundial, quando muitos italianos estavam fugindo da Europa.

Então, não demorou muito par que ele começasse a ser consumido nas colônias italianas do país, e como esse é um alimento com apelo natalino, não demorou muito para que ele se popularizasse.

Todos esses fatores tornaram o panetone um item praticamente indispensável na mesa dos brasileiros. Portanto, independentemente da marca e das variações na receita, é possível encontrar panetones em todas as faixas de preço.

E lembre-se, na Silvestre Alimentos você tem a possibilidade de personalizar os itens de sua cesta de Natal, tudo com produto de altíssima qualidade para que a ceia de Natal seja inesquecível Então, não deixe de adicionar o panetone a sua cesta de Natal desse ano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *